Understanding gender relationships through sociodramatic experiences

  • Maria Inês Gandolfo Conceição
  • Juliana Cal Auad
Keywords: gender, gender roles, sociodrama, psychodrama

Abstract

Gender issues have produced interesting debates regarding the complementarity of the roles of post-modern woman and man, especially with regards to women entering the job-market and the social realm. This paper presents a study carried out at the graduate psychology course of Brasilia University. Through the use of action methods, the objective was to bring to the surface the feelings involved in the complex interaction between feminine and masculine roles, and to observe how cultural aspects and conserves manifest themselves in these roles. Sociodrama was used as a research method of intervention that aims to understand group processes and to offer mediation in problem situations, through the use of action and communication. Twenty-seven psychology students participated in this study, nineteen women and eight men. We looked at how gender roles complement each other in the socio-historical-politicalcultural context. The following were highlighted: discomfort caused by the psychological mirror that the dramatic scenes offered; discomfort of rational confrontation when discourse moved to concrete action; frustration for not being able to break the shackles of cultural conserves; aggression as the only reaction emerging when trying to conquer space within the social scene; and perplexity caused by the experience of being in the other’s skin.

Downloads

Download data is not yet available.

References

AIDAR, J. Um novo homem: uma abordagem psicodramática da construção da identidade masculina. Revista Brasileira de Psicodrama, ano 15, n. 2, pp. 103-116, 2007. [ Links ]

CASTANHO, G. P. Jogos dramáticos com adolescentes. In: J. Motta (org.), O jogo no psicodrama (pp. 23-44). São Paulo: Ágora, 1995, pp. 23-44. [ Links ]

COSTA, R. P. Os onze sexos: as múltiplas faces da sexualidade humana. São Paulo: Gente, 1994. [ Links ]

COSTA, L. F. e CONCEIÇÃO, M. I. G. Conhecimento, intersubjetividade e as práticas sociais. In: M. M. Marra e Junqueira, H. (orgs.), Grupos: Intervenção socioeducativa e método sociopsicodramático. São Paulo: Ágora, 2008, pp. 57-68. [ Links ]

DEMO, P. Pesquisa e informação qualitativa: aportes metodológicos. Campinas: Papirus, 2001. [ Links ]

FASSA, B. Amor, sexo e poder. Revista Brasileira de Psicodrama, ano 12, n. 2, pp. 19-36, 2004. [ Links ]

GIFFIN, K. A inserção dos homens nos estudos de gênero: contribuições de um sujeito histórico. Ciência e Saúde Coletiva, v. 10, n.1, pp.47-57, 2005. [ Links ]

GONZÁLEZ-REY, F. G. Pesquisa qualitativa em psicologia – caminhos e desafios. (M. A. F. Silva, trad.). São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

______. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005. [ Links ]

GUATTARI, F. e ROLNIK, S. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 1999. [ Links ]

MORENO, J. L. Psicodrama. São Paulo: Cultrix, 1975. [ Links ]

______. Fundamentos de la sociometría. Buenos Aires: Paidós, 1972. [ Links ]

NERY, M. P. Vínculo e afetividade – Caminhos das relações humanas. São Paulo: Ágora, 2003.

NERY, M. P. e CONCEIÇÃO, M. I. G. Sociodrama e política de cotas para negros: um método de intervenção psicológica em temas sociais. Psicologia, Ciência e Profissão, v. 25, n. 1, pp. 132-145, 2005. [ Links ]

______. Sociodrama da inclusão racial: quebrando a inércia. Revista Brasileira de Psicodrama, ano 14, n. 1, pp. 105-119, 2006a. [ Links ]

______. Política racial afirmativa e afetividade na interação intergrupal. Interação, v. 10, n. 2, pp. 363-374, 2006b. [ Links ]

______. Política racial afirmativa: uma leitura do fenômeno inclusivo na universidade. Educação Profissional: Ciência e Tecnologia, v. 1, n. 2, pp. 179-190, 2007. [ Links ]

NERY, M. P.; COSTA, L. F.; CONCEIÇÃO, M. I. G. O sociodrama como método de pesquisa. Paidéia, v. 16, n. 35, pp. 305-313, 2006. [ Links ]

NEUERBERG, A. H. Gênero no contexto da produção científica brasileira em psicologia. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005. [ Links ]

ROSINHA, M. U. Psicodrama como instrumento didático na universidade. Revista Brasileira de Psicodrama, ano 7, n. 2, pp. 53-62, 1999. [ Links ]

SCOTT, J. Gênero: Uma categoria útil para a análise histórica. Educação e Realidade, v. 20, n. 2, pp. 5-22, 1990. [ Links ]
Published
2020-01-09
How to Cite
Inês Gandolfo Conceição, M., & Cal Auad, J. (2020). Understanding gender relationships through sociodramatic experiences. Revista Brasileira De Psicodrama, 18(2), 129-143. Retrieved from https://revbraspsicodrama.emnuvens.com.br/rbp/article/view/135
Section
Sessão Livre