The Psychodrama director’s warm-up in preparation for sessions with large groups

  • Cassiana Léa do Espírito Santo
Keywords: psychodrama, role perception, therapist role, director's warm-up, large groups

Abstract

This article discusses the importance of the Psychodrama directors’ warm-up in order to work with large groups and analyses the use of a direction plan as a facilitating instrument of this process, based on the narrative of an experience. As a conclusion, considering the aspects of psychodrama theory and practice, director’s warm-up may facilitate the development of a organised, aesthetic and spontaneous-creative work.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Aguiar, M. (1994). As diferentes focalizações na prática do psicodrama. In S. R. A. Petrilli (Coord.), Rosa-dos-ventos da teoria do psicodrama (pp. 61-76). São Paulo: Ágora.

Aguiar, M. (1998). O papel do diretor. In M. Aguiar, Teatro espontâneo e psicodrama (pp. 55-68). São Paulo: Ágora.

Alves, L. F. R. (1999). O protagonista e o tema protagônico. In W. C. Almeida (Org.), Grupos: A proposta do psicodrama (pp. 89-100). São Paulo: Ágora.

Amato, M. A. (2005). Psicodrama no ensino do psicodrama. In D. M. Bustos et al., O psicodrama: Aplicações da técnica psicodramática (pp. 201-235). São Paulo: Ágora.

Barcellos, V. (2014). A dramaturgia no psicodrama. In M. P. F. Wechsler, & R. F. Monteiro (Orgs.), Psicodrama em espaços públicos: Práticas e reflexões (pp. 91-97). São Paulo: Ágora.

Bustos, D. M. et al. (2005). Nosso enfoque. In D. M. Bustos et al., O psicodrama: Aplicações da técnica psicodramática (pp. 49-78). São Paulo: Ágora.

Castanho, G. P. (1995). Jogos dramáticos com adolescentes. In J. Motta (Org.), O jogo no psicodrama (pp. 23-44). São Paulo: Ágora.

Davoli, C. (1999). Aquecimento: Caminhos para a dramatização. In W. C. Almeida (Org.), Grupos: A proposta do psicodrama (pp.77-88). São Paulo: Ágora.

Fernandes, E. (2009). Atalho e vinheta: Uma proposta de entendimento. Revista Brasileira de Psicodrama, 17(1), 117-135. Recuperado em 4 de dezembro de 2016 de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-53932009000100009&lng=pt&nrm=iso

Holmes, P. (1991). Psicodrama clássico: Uma revisão. In P. Holmes, & M. Karp, Psicodrama: Inspiração e técnica (pp. 27-34). São Paulo: Ágora.

Knobel, A. M. A. A. C. (2012). Estratégias terapêuticas grupais. In M. P. Nery, & M. I. G. Conceição (Orgs.), Intervenções grupais: O psicodrama e seus métodos (pp. 37-53). São Paulo: Ágora.

Monteiro, R. F. (2014). Preparo para a ação dramática: Aquecimento. In M. P. F. Wechsler, & R. F. Monteiro (Orgs.), Psicodrama em espaços públicos: Práticas e reflexões (pp. 115-123). São Paulo: Ágora.

Moraes Neto, A. V. (1999). Unidade funcional. In W. C. Almeida (Org.), Grupos: A proposta do psicodrama (pp. 59-67). São Paulo: Ágora.

Moreno, J. L. (1974). Psicoterapia de grupo e psicodrama. São Paulo: Mestre Jou.

Moreno, J. L. (2012). O teatro da espontaneidade. In J. L. Moreno, O teatro da espontaneidade (pp. 51-128). São Paulo: Ágora.

Navarro, M. (1999). Terapia tematizada grupal por tempo determinado. In W. C. Almeida (Org.), Grupos: A proposta do psicodrama (pp. 127-139). São Paulo: Ágora.

Páez, F. (1995). Yo vengo a ofrecer mi corazón (Gravado por M. Sosa). In Oro (1 CD, Faixa 2, 6 min 8 s). Argentina: PolyGram Discos.

Perazzo, S. (2010). Psicodrama: O forro e o avesso. São Paulo: Ágora.

Weinberg, H., & Schneider, S. (2006). Grupos maiores: Filosofia, estrutura e dinâmicas. In H.

J. Fleury, & M. M. Marra (Orgs.), Práticas grupais contemporâneas: A brasilidade do psicodrama e de outras abordagens (pp. 193-211). São Paulo: Ágora.
Published
2020-01-09
How to Cite
Léa do Espírito Santo, C. (2020). The Psychodrama director’s warm-up in preparation for sessions with large groups. Revista Brasileira De Psicodrama, 25(1), 8-17. Retrieved from https://revbraspsicodrama.emnuvens.com.br/rbp/article/view/149
Section
Artigos Inéditos